explicação da falsa noticia da sic em relação a corrupção do Benfica


Assisti com atenção à reportagem que a SIC, desde a manhã, andou a prometer ser algo muito interessante...

Desde logo estranhei como uma reportagem sobre corrupção podia ter "teasers" de promessa, mas pronto lá fui ver.

Curiosamente, na reportagem encontrei logo diversas confusões:

- Os alegados jogadores em causa são portugueses - a julgar pela lingua em que falaram. O plantel do Marítimo tinha 10 jogadores portugueses e nesse jogo só jogaram três (João Diogo, Alex Soares e Edgar Costa)

- O jogador "Armando" disse que os jogadores do Marítimo estavam a espera de um incentivo do Sporting, o que lhes foi comunicado pelo capitão, o que exclui desde logo o João Diogo (que era o capitão). Portanto, "sobra" o Alex Soares e o Edgar Costa como os possíveis "Pedro" e "Armando".

- O "Armando" diz que estavam ansiosamente à espera do dinheiro do Sporting... mas logo a seguir diz que quando o dinheiro foi anunciado... afinal os colegas ficaram indiferentes. Em que ficamos? Ansiosos ou Indiferentes?

- O "Pedro" diz que foi convidado por gente que nunca tinha ouvido falar para um quarto de hotel... e foi. Nunca tinha visto aquelas pessoas, nunca mais as voltou a ver. Prometeram-lhe um contrato com o Benfica e 40.000€ que ele recusou.

- Ou seja, ansiosos por 13.000€, aos quais afinal ficaram indiferentes, por 40.000€ que recusaram. Perdidos? Pois... o Gonçalo tentou parecer o J Marques...!!!

- Já o "Armando" primeiro nunca tinha sido contactado por ninguem para nada.

- Não sei se o mesmo "Armando" ou outro... um minuto depois foi contactado, tal como o "Pedro", para perder o jogo... Mas ao contrário do Pedro, foi Cesar Boaventura que o fez.

- O Cesar Boaventura é a unica pessoa que factualmente aparece na reportagem e NEGA de viva voz e presença tudo o que é dito por pessoas que não se identificam e que, como vimos acima, nem sequer têm histórias coerentes no tempo e no espaço.

- O Benfica também já negou tudo.

- O Sporting já negou tudo, mas o Gonçalo Azevedo Ferreira - o tal jornalista muito elogiado pelo Bruno de Carvalho - fez questão de passar quatro minutos a dizer que pagar para ganhar, o que alegadamente faria o Sporting, era legal.



- Por fim, o "Armando" - não sei se o que disse que nunca foi contactado, ou que disse depois que afinal foi - disse que viu a presença de dirigentes do Benfica junto de jogadores do Marítimo.

- Diz o "Armando" que não pode dizer nomes, para se proteger... por momentos, pensei que ia falar em alguém do Sporting, e seria para se proteger dos agressores de Alcochete. Mas não! Afinal em menos de 10 segundos ja se terá sentido protegido e lá disse o nome mágico: Paulo Gonçalves.

- Mas afinal não era o Boaventura? Ou seria gente que eles não conheciam mas com quem aceitaram ir ter a um hotel com um simples telefonema? Ou afinal já era o Paulo Gonçalves?

- Não deixa de ser estranho que isso tenha sido a deixa para o Gonçalo - o tal jornalista muito elogiado pelo Bruno de Carvalho - fazer questão de passar mais quatro minutos a recuperar o eToupeira e a "condenar" o Paulo Gonçalves.

MORAL DA HISTÓRIA E DA REPORTAGEM DO RAPAZ DO BRUNO:

- Atacar o Boaventura, tentando descredibilizá-lo face ao que ele alegadamente sabe
- Voltar a trazer o eToupeira para agenda mediática e voltar a pressionar o Paulo Gonçalves
- Esconder para debaixo do tapete o Cashball e defender que afinal o André Geraldes só fazia coisas legais.

POBRE SIC! Espero que tenha sido uma reportagem bem paga!

Foi dos piores serviços ao jornalismo que já assisti na vida.

Se querem algo credível... identifiquem-se os jogadores, confrontem quem está a acusar com a necessidade de ter algo que foi ZERO nesta reportagem: um mínimo que seja de provas do que dizem.

Pelo caminho, foi triste que as únicas pessoas que deram a cara foi quem desmentiu (mas que a SIC nem sequer valorizou).

Texto por... https://geracaobenfica.blogspot.com/2018/05/a-reportagem-que-humilha-sic.html